fbpx

IRPF: como declarar o Imposto de Renda 2023?

IRPF 2023

Uma dúvida comum de muitas pessoas no começo do ano envolve como declarar IRPF. Afinal, há diversas fichas e campos que devem ser preenchidos com informações específicas para garantir a regularidade perante a Receita Federal.

Esse procedimento deve ser feito pela internet, por meio do aplicativo ou programa da Receita. Para facilitar o processo, é muito importante conhecer e separar todos os documentos e rendimentos que precisam ser declarados.

Neste conteúdo, você aprenderá como declarar o Imposto de Renda em 2023.

 

O que é IRPF?

O Imposto sobre a Renda de Pessoas Físicas (IR) é um tributo federal cobrado anualmente dos cidadãos brasileiros. A base do cálculo é a renda tributável obtida pela pessoa durante o ano anterior — também chamado de ano calendário.

A cobrança é de responsabilidade da Receita Federal, com o objetivo de captar recursos para o Governo. Logo, o dinheiro levantado é utilizado para realizar investimentos no desenvolvimento social do país, como em obras de infraestrutura e em serviços públicos.

Já a declaração do IR permite ao Governo Federal verificar a evolução do patrimônio dos brasileiros. Além disso, o documento ajuda a identificar eventuais ilegalidades quanto à obtenção de renda ou práticas de sonegação fiscal.

 

Quem precisa fazer a declaração do Imposto de Renda em 2023?

Outra questão que costuma surgir sobre a declaração de IRPF envolve a obrigatoriedade de enviar esse documento para a Receita Federal. Apesar de essa ser uma das principais obrigações fiscais de diversos brasileiros, não são todas as pessoas que devem realizar essa tarefa.

A legislação apresenta diversos critérios para definir se há obrigatoriedade no envio do documento ou não. Em 2023, por exemplo, veja quem era obrigado enviar a declaração de Imposto de Renda:

  • contribuintes que obtiveram rendimentos tributáveis com valor superior a R$ 28.559,70 durante o ano de 2022;
  • pessoas que, até 31 de dezembro de 2022, tinham posses no valor acima de R$ 300.000,00;
  • quem deseja compensar prejuízos referentes à atividade rural realizada nos anos anteriores;
  • contribuintes que obtiveram rendimentos isentos superiores a R$ 40.000,00 durante o ano anterior;
  • pessoas que obtiveram ganho de capital ao vender algum bem tributável;
  • pessoas que movimentaram mais de R$ 40 mil em operações de venda na bolsa de valores;
  • contribuintes que obtiveram receita bruta anual superior a R$ 142.798,50 em atividades rurais;
  • quem escolheu a isenção de imposto ao vender um imóvel para comprar outro, no período de até 180 dias;
  • todas as pessoas que passaram a ser residentes no Brasil em qualquer mês do ano de 2022.

Qual é o prazo da declaração do Imposto de Renda em 2023?

Se você estiver se perguntando quando é preciso declarar o Imposto de Renda, saiba que o prazo varia a cada ano. Em 2023, ele foi de 15 de março até 31 de maio. Nesse caso, os contribuintes contam com mais de 2 meses de prazo para preencher o documento e enviá-lo à Receita Federal.

Vale ressaltar que deixar de enviar a declaração no prazo definido, em caso de obrigatoriedade, pode gerar diversas penalidades, como aplicação de multa e restrição do CPF.

 

Quais são os documentos necessários para fazer a declaração?

No momento de preencher o IRPF, é fundamental separar todos os documentos para agilizar e facilitar o processo. Isso diminui as chances de você omitir algum dado ou incluir informações erradas, que podem levá-lo à malha fiscal, conhecida como malha fina.

Veja os principais:

  • informe de rendimentos da Previdência Social;
  • documentos de veículos e imóveis;
  • comprovantes de despesas médicas e de educação;
  • informe de rendimentos e extrato de Previdência Privada;
  • informes de rendimento de investimentos, do banco e do salário;
  • comprovante de recebimento de outras rendas, como aluguel;
  • documentos que comprovem a venda e a compra de direitos e bens;
  • documentos de dependentes.

Caso você já tenha feito a declaração do Imposto de Renda do ano anterior, poderá copiar o arquivo no momento de iniciar o preenchimento do documento em 2023. Isso agiliza todo o processo.

Outra possibilidade é utilizar a declaração pré-preenchida, que traz dados coletados pela Receita a partir dos informes enviados pelas fontes pagadoras e prestadores de serviço, por exemplo. Esse modelo também apresenta as informações enviadas nos anos anteriores pelo contribuinte.

 

Como fazer a declaração do Imposto de Renda?

O processo de declaração do Imposto de Renda é simples, sendo que o sistema que a Receita Federal disponibiliza é intuitivo. No entanto, lembre-se de que é preciso inserir as informações com cautela e conferir todos os dados para evitar erros.

A seguir, veja o passo a passo de como declarar o Imposto de Renda!

Declaração do IRPF pelo celular

Se você prefere utilizar o celular na hora de declarar, é necessário baixar o aplicativo Meu Imposto de Renda, que está disponível para Android e iOS. Nesse caso, é possível usar o modelo pré-preenchido, por ser uma alternativa em que já constam os dados pessoais.

Entretanto, você também pode iniciar o procedimento do zero, preenchendo todos os campos solicitados. Após a finalização, o app gera a guia de recolhimento do IR 2023, se houver.

Declaração do IRPF pelo computador

Já pelo computador, você deve baixar o programa Meu Imposto de Renda no site da Receita Federal ou realizar todo o preenchimento de maneira online. Veja os passos:

  1. acesse o site da Receita Federal;
  2. clique na opção de fazer a instalação do programa no seu computador;
  3. após a instalação do programa, clique em “Criar declaração”.
  4. Aqui, você pode escolher 3 formas de para realizar o processo: importar dados do Imposto de Renda anterior;
  5. criar nova declaração;
  6. fazer declaração pré-preenchida.

O passo seguinte é incluir as informações em todos os campos, conforme os documentos que você separou. No caso dos dados puxados no modelo pré-preenchido, vale conferir se eles estão corretos e, se necessário, fazer adequações.

Após preencher todos os campos, confira o documento, corrija eventuais problemas e conclua a transmissão. Tanto no envio pelo celular quanto pelo computador, o próprio programa calcula o IR devido considerando os dois modelos de declaração: simplificado e completo.

Assim, você pode identificar aquele mais vantajoso, buscando pagar menos impostos ou ampliar o valor da restituição recebida. Por fim, acompanhe o processamento da declaração pela Receita Federal.

 

Neste post, você compreendeu como declarar o IRPF e quem é obrigado a fazer essa declaração. Para agilizar o processo, é muito importante se programar e separar todos os documentos necessários para evitar problemas com o Fisco.

Gostou do conteúdo? Então não deixe de compartilhá-lo em suas redes sociais para informar os seus amigos sobre como declarar o IRPF!

Gostou do conteúdo? Nos siga nas redes sociais para manter-se informado sobre todas as novidades. Estamos no InstagramYouTube  e TikTok.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O controle

do seu

nas


negócio

suas mãos