fbpx

Inadimplência no negócio? Saiba como reduzir esse índice com 3 conselhos

INADIMPLENCIA

Em 2019, o número de consumidores inadimplentes chegou a 63 milhões, batendo o recorde que deu início no ano de 2016, segundo pesquisa realizada pelo Serasa Experian. Ainda de acordo com levantamento realizado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) com diversas famílias em junho deste ano, cerca de 67% está endividada, tendo como maior tipo de dívida o cartão de crédito

Esse índice, além de não colaborar com o crescimento econômico do país, afetou o faturamento de micro e pequenos varejistas, contraindo grandes prejuízos e correndo o risco de fechar as portas para diversos clientes. Tomar precauções para se reduzir a inadimplência pode colaborar com a saúde e atividade do negócio. Separamos 3 dicas que podem te ajudar a diminuir este índice. 

1 – Construa um bom relacionamento com o seu cliente 

O seu cliente é o motivo do seu negócio existir, por isso, ter uma comunicação saudável com ele pode facilitar na hora que for necessário fazer cobranças. Porém, vale entrar em contato lembrando do pagamento quando a data estiver próxima e cobrar os atrasados com educação. Crie estratégias para fidelizar o consumidor, dessa forma ele terá que pagar suas dívidas para permanecer comprando do seu estabelecimento.

Se o seu negócio possui muitos clientes inadimplentes, vale separar por grupos de atrasados, frequentes e raros. Dessa forma, você tem uma orientação melhor de como realizar essas cobranças. 

2 – Diversifique os meios de pagamento 

Receber à vista é uma ótima opção para quem possui o próprio negócio, mas precisa parecer vantajosa para quem está adquirindo um produto ou serviço. Oferecer outras formas de pagamento como no cartão de crédito em várias parcelas pequenas ou débito automático podem facilitar a vida desse cliente. É importante escolher uma boa data de vencimento para ambos e conseguir acompanhar os recebimentos futuros para não precisar realizar antecipações e pagar mais em taxas por esse serviço. 

3 – Negocie valores e faça acordos 

Cobrou o seu cliente e não funcionou? Em último caso, esteja aberto a negociações e elabore acordos que não afetem o seu relacionamento com ele. Avalie o seu histórico e verifique se é vantajoso parcelar essa dívida com juros cabíveis. Também vale oferecer acordos de pagamento à vista, caso ambos estejam abertos a isso. 

A situação econômica do país foi impactada devido a pandemia do novo coronavirus, muitas pessoas possuem dificuldade em arcar com as dívidas atuais e anteriores a essa crise o que também provoca prejuízos para diversos negócios. Por isso, é importante estar ciente dos seus direitos e manter uma relação de respeito com os clientes para tentar realizar um acordo na medida do possível.  

E se precisar conferir as suas antecipações e quanto você está pagando por elas, o Raio-X pode descomplicar esta tarefa. Através da aba Recebimentos é fácil conferir tudo isso e o fluxo do seu caixa de acordo com cada maquininha de cartão utilizada. Baixe agora! Disponível na Google Play ou Apple Store

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O controle

do seu

nas


negócio

suas mãos