fbpx

A emissão de nota fiscal é obrigatória para qualquer compra realizada, conforme a lei 12.741 de 2012 do Governo Federal. Ao não realizar essa tarefa, o seu negócio acaba praticando o crime de sonegação de imposto, deixando de cumprir suas responsabilidades fiscais e precisando pagar multas altíssimas para continuar atuando.

A nota fiscal, além de comprovar que o seu negócio está de acordo com as responsabilidades fiscais e recolhendo os impostos necessários, ela garante ao seu cliente segurança caso ele queira ou precise trocar um produto que comprou com você.

Mas, se você não sabe como executar essa tarefa, não se preocupe. Agora vamos te mostrar como emitir notas fiscais eletrônicas (NF-e). Aprenda e evite ter dores de cabeça no futuro.

 

Como emitir nota fiscal eletrônica (NF-e)?

1 – Tipo de nota

Antes de emitir, saiba qual o tipo da nota está mais de acordo com o seu negócio.

Se você trabalha vendendo produtos, então o mais indicado é a Nota Fiscal tradicional (NF-e).

Para quem presta serviços, precisa-se emitir a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e).

E para quem faz vendas de varejo, que não possui identificação do comprador, o correto é emitir a Nota Fiscal ao Consumidor Eletrônica (NFC-e).

 

2 – Obter o Certificado digital

O Certificado Digital é uma assinatura que garante a segurança e autenticidade das transações e outras operações realizadas pelo seu negócio. Ela é necessária para quem for emitir a NF-e, prestadores de serviço não são obrigados a ter.

Para obter o Certificado Digital é necessário entrar em contato com uma das Autoridades Certificadoras credenciadas pela Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil). A Caixa Econômica Federal, Serasa Experian, Receita Federal e a empresa pública SERPRO (Serviço Federal de Processamento de Dados).

 

3 – Cadastro fiscal

Agora você precisa realizar o cadastro fiscal na Secretaria da Fazenda do seu estado, sem esse documento não é possível emitir nota fiscal. Pesquise sobre o órgão e entre em contato para entender como realizar esse cadastro, as regras podem mudar conforme a região.

E no caso das empresas que prestam serviço, é preciso cadastrar-se na prefeitura da cidade e preencher um formulário para o seu negócio conseguir emitir nota fiscal.

 

4 – Mãos na massa: emita suas notas fiscais

Estamos chegando lá! Para emitir nota fiscal é preciso adquirir um software emissor. Você pode utilizar o programa oferecido pela Secretaria da Fazenda de forma gratuita ou contratar de uma empresa especializada.

Veja as principais diferenças dessas opções:

Versões pagas de empresas especializadas: essa opção é mais completa e inteligente. Aqui você pode ter acesso a um suporte técnico, treinamentos para utilizar a ferramenta contratada e até integração com a sua contabilidade.

Versão gratuita da Secretaria da Fazenda: possui diversas limitações. Os sites das Secretarias possuem orientações de como fazer a emissão, mas não há um suporte que auxilie nessa tarefa. Para quem precisa emitir a NF-e, o SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) possui uma plataforma bem útil. Clique aqui para ter acesso a mais informações.

O SEBRAE também possui um vídeo em seu canal no YouTube mostrando todo o processo e caminho de uma nota fiscal eletrônica.

Quer receber mais dicas para facilitar o seu dia de trabalho? Então siga o Raio-X no Instagram e no Facebook.

Faça parte desse time 💙 

Artigos relacionados


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

O controle

do seu

nas


negócio

suas mãos